Química: 4 tipos diferentes e o papel dos profissionais

Você está aqui

Se você é estudante de química ou está considerando ingressar nessa carreira, saiba que ela pode ser promissora. De forma resumida, química é a ciência que estuda a constituição da matéria, suas propriedades, transformações e as leis que as regem.

Sendo assim, profissional de química é capaz de analisar substâncias, identificar suas características e, com isso, investigar suas reações quando há variação de ambiente, temperatura etc. Essas habilidades o tornam essencial em um amplo número de possibilidades.

Por isso, veja a seguir alguns cargos que o profissional de química pode exercer e como criar o currículo perfeito para atrair a atenção dos recrutadores e se destacar diante dos outros candidatos.

Quais as carreiras que um profissional de química pode seguir? 

Veja logo adiante algumas possibilidades que o mercado de trabalho oferece aos estudantes após concluírem a formação em uma universidade de Química.

Ensino

A primeira carreira que o profissional de química pode exercer é na educação, ensinando alunos do ensino fundamental, médio ou aqueles que já estão na universidade. Se você tem paixão por transmitir conhecimentos, esse é o seu lugar!

Pesquisa

Outra possibilidade aberta aos químicos graduados é a área de pesquisa, testando a teoria na prática e trabalhando em cima de teses. Como uma única pesquisa pode levar anos para ser concluída, um profissional que trabalha nessa área normalmente recebe uma bolsa mensal oferecida pela universidade, instituto ou órgão do governo onde trabalha.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Química forense

Trabalhar ao lado da polícia colaborando com a investigação de crimes é algo que lhe parece interessante? Então, saiba que a sua formação em química pode ser muito útil. A química forense é um ramo da química que visa investigar a forma como determinados crimes aconteceram.

O trabalho de um químico forense consiste em, basicamente, analisar amostras colhidas na cena do crime e, junto à perícia, identificar a origem dos materiais, a presença de impressões digitais e também de outras substâncias essenciais a fim de provar ou descartar evidências.

Química industrial

Outra possibilidade disponível e que oferece infinitas possibilidades ao profissional de química é o ingresso na carreira industrial. O trabalho de um químico industrial consiste em, basicamente, ser quase um inventor.

Isso porque por meio de testes, análises e pesquisas, o profissional de química que trabalha dentro de uma indústria precisa descobrir formas de melhorar a qualidade de determinado produto, acelerar o seu processo de fabricação, baratear os seus custos – se possível –, criar novos produtos, entre outras coisas. Ou seja, o seu papel é o de usar os seus conhecimentos em prol da indústria.

Dependendo do seu nível de experiência, esse profissional também tem a chance de se tornar não o químico responsável pelos testes, mas o que coordena um time de outros químicos. Nesse caso, o químico, basicamente, vai validar o trabalho de outras pessoas.

Como conseguir destaque no mercado de trabalho?

O primeiro passo que todo profissional deve dar, incluindo o químico, para conseguir se destacar perante os demais é ter consigo um bom currículo. Para construir um currículo química capaz de convencer o recrutador a agendar uma entrevista, é necessário saber reunir informações chave, destacar o que realmente importa e mostrar o que você tem a oferecer.

Sendo assim, é fundamental não exagerar na quantidade de informações, evitar erros gramaticais, inserir alguns dados de forma estratégica e trabalhar em um design que mostre, ao mesmo tempo, profissionalismo e modernidade.

Segundo os próprios recrutadores, existem alguns segredos que tornam um currículo campeão. Veja quais são eles:

♦ Conter título do cargo – em vez de entregar um currículo genérico, seja o mais específico possível quanto aos seus objetivos em determinada empresa. Por exemplo: "químico forense", "químico industrial júnior" etc;

♦ Especificar as habilidades – se o desenvolvimento de conservantes naturais, por exemplo, é uma de suas especialidades, inclua isso. Os recrutadores dão preferência aos currículos específicos;

♦ Detalhar o que foi aprendido nos cursos e palestras – ao listar um curso livre, pós-graduação e extensão no currículo, é importante incluir também uma síntese do que foi abordado;

♦ Manter o currículo atualizado – o currículo deve estar sempre atualizado.

Se isso tudo parece muito complicado, aqui vai uma boa notícia: o site Onlinecurriculo.com é uma plataforma online que ajuda você, químico ou estudante de química, prestes a entrar no mercado de trabalho, com boas dicas para a criação do currículo de primeiro emprego e conselhos de profissionais especializados no assunto.

Dessa forma, você pode criar o seu currículo em poucos minutos e começar a busca por uma oportunidade. Acesse agora, crie o seu currículo e boa sorte!

Por Manual da Química

Curtidas

0

Compartilhe: