Saiba como elaborar um programa de estudo para química

Você está aqui

Existem matérias que despertam sentimentos diferentes nos alunos. Dentro da área conhecida pelo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como Ciências da Natureza e suas Tecnologias, a química talvez seja a que tem o maior número de alunos com afinidade.

Ela traz para o universo dos alunos ações ligadas diretamente ao seu cotidiano, fazendo com que eles se relacionem de maneira direta com a disciplina.

O estudante tem contato principalmente com assuntos sobre a constituição da matéria e suas propriedades. No Ensino Médio, os alunos aprendem conceitos básicos da química geral, físico-química, química orgânica, energia e meio ambiente.

Caso eles queiram se aprofundar nesses assuntos, existe um curso de química no Ensino Superior.

Mesmo sendo uma matéria com receptividade por parte dos alunos, sempre existem aqueles que apresentam dificuldades ou que querem melhorar seu desempenho. Por isso, separamos algumas dicas de ouro para você se organizar nos estudos de química e arrasar nas provas dessa disciplina.

Foque nas suas dificuldades!

A química é uma disciplina que apresenta diversos campos de estudo, com conteúdos que são muito diferentes entre si. Em alguns momentos, até parece que não estamos estudando a mesma matéria.

Por exemplo, um aluno que tem mais facilidade na área de Exatas provavelmente vai gostar de estudar estequiometria, soluções e oxidações. Já aquele que tem facilidade para interpretar textos se sairá melhor na química aplicada, ligações e modelos atômicos.

A tendência entre os estudantes é sempre valorizarem aquilo no que são melhores, mas não é sempre a melhor estratégia.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

As questões em que os alunos não são tão bons são um problema durante uma avaliação. Por isso, o ideal é se esforçar para progredir nos conteúdos em que não se sai tão bem, mantendo uma regularidade melhor nas provas.

Como, dentro da sala de aula, o professor precisa passar todos os conteúdos que normalmente caem nas provas, muitas vezes não sobra tempo para esse atendimento personalizado.

Essa constância entre os diferentes conteúdos pode ser alcançada com a ajuda extraclasse. Ao aprender química com um professor particular, é possível montar um programa de estudo voltado somente para aquilo que o estudante precisa.

A internet também ajuda com o surgimento de aulas on-line e a possibilidade de contratação de apoio especializado.

Uma opção é estudar química com a Superprof, site que reúne mais de 10 milhões de professores para o atendimento dos mais diversos tipos de demandas de estudantes de todo mundo.

Nada de decoreba

Decorar o livro inteiro de química provavelmente vai ajudar muito pouco qualquer aluno a obter bons resultados em uma prova da disciplina.

Principalmente em provas como a do Enem, as questões trazem a matéria ligada a interpretações de textos que envolvem ações do cotidiano. Nesse sentido, melhor do que direcionar esforços para memorizar fórmulas, é compreender o conteúdo.

Na química, esse entendimento passa por entender processos que ocorrem a todo o instante ao nosso redor, tornando a disciplina muito mais interessante. 

A internet também pode ajudar nesse ponto. É possível, por meio de um curso online, obter mais informações sobre todo esse universo que se abre em nossa mente ao estudar a disciplina.

Periodicidade

Pode parecer que é uma daquelas dicas batidas, mas é a mais importante de todas: mantenha uma periodicidade nos seus estudos.

Estudar uma disciplina com regularidade torna aquele assunto mais familiar para o aluno. Faz com que a compreensão dos conteúdos mais avançados seja bem mais fácil e que sua memória esteja sempre ativa.

Por isso, evite o acúmulo de matéria com o estudo ocorrendo somente em momentos pré-prova. A familiaridade com os conteúdos ajuda também na hora de provas como o Enem, que são extensas e demandam muito dos alunos.

Caso o estudo regular por conta própria seja difícil, outra possibilidade é procurar por uma aula de reforço escolar ou monitoria, para ter ajuda na tarefa de manter uma constância com a química.

Por Manual da Química

Curtidas

0

Compartilhe:
Artigos Relacionados