Como estudar Química para o Enem

Você está aqui

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é formado por uma redação e 180 questões, as quais estão divididas entre dois domingos. As questões de Química estão no segundo dia de provas. Elas fazem parte da prova de Ciências da Natureza e suas Tecnologias, junto com as questões de Física e Biologia.

A área de Ciências da Natureza é muito importante para quem deseja ingressar em cursos da área da saúde, como medicina, odontologia e enfermagem. Se é o seu caso, fique ligado nestas dicas de como estudar Química para o Enem.

Veja também: Temas que mais caem no Enem

1) Saiba o que é cobrado na prova

O conteúdo de Química para o Enem é bem extenso, por isso separar e dedicar um tempo para aquelas disciplinas que mais caem na prova é importante passo para começar os estudos. São exemplos de temas recorrentes:

ligações químicas;

polaridade e forças,

reações orgânicas;

compostos orgânicos;

eletroquímica;

leis ponderais;

estequiometria.

Se você quer saber tudo o que a prova cobra para as questões de Química, acesse a  Matriz de Referência do Enem.

Entender o que costuma ser cobrado nas provas de Química do Enem e resolver exercícios e provas anteriores auxiliam na preparação para o exame.
Entender o que costuma ser cobrado nas provas de Química do Enem e resolver exercícios e provas anteriores auxiliam na preparação para o exame.

2) Faça exercícios e provas de Química de edições anteriores

Fórmulas e cálculos estão entre os conteúdos vistos na Química. Por isso, é mais interessante praticar com a resolução de exercícios do que apenas fazer a leitura dinâmica dos assuntos.

Como a prova do Enem tem um formato específico, refazer as provas de Química de edições anteriores é uma ótima ferramenta para adquirir experiência e saber melhor como é a aplicação do exame.

Isso também familiarizará o participante com o nível de dificuldade das questões e o auxiliará a desenvolver a capacidade de interpretação.

Acesse também: Baixe aqui as provas do Enem

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

3) Treine com simulados

Outra opção de estudo são os simulados. O simulado on-line para o Enem do Brasil Escola, por exemplo, permite resolver apenas as questões da prova de Ciências da Natureza. Também é possível cronometrar o tempo e ver a correção das respostas erradas.

Resolver questões pelo computador auxilia até para o treino das provas do Enem Digital – novo formato do exame oferecido pelo MEC. Até 2026, o Enem será totalmente digital.

4) Assista a videoaulas

As aulas virtuais estão disponíveis aos montes na internet, com dicas valiosas para as provas. Com essa ferramenta, é possível pausar, voltar quando bater a dúvida ou quiser fazer alguma anotação relevante e assistir quantas vezes forem necessárias.

Esse formato de aulas em vídeo também permite que o estudante estude em qualquer ambiente, já que o necessário é ter internet e um dispositivo como computador, smartphone e tablet.

5) Recorde o conteúdo de Química do 9º ano do Ensino Fundamental

A melhor forma de estudar Química para o Enem é dominar os conteúdos dessa disciplina como um todo. Para isso, o estudante precisa dominar bem a química básica para não ter dificuldade em aprender o conteúdo do Ensino Médio.

Comece por qualquer livro de Química que tiver do 9º ano do Ensino Fundamental, chamado também de livro de Ciências. Isso vai ser importante para o seu aprendizado, já que os conteúdos são cumulativos.

Comece por esse primeiro conteúdo e leia, faça exercícios. Tente focar nos assuntos iniciais, como aspectos macroscópicos, o que é mistura, classificação das substâncias etc., por um mês, um mês e meio no máximo, para então passar para o próximo, que são os conteúdos do 1º e 2º anos do Ensino Médio.

6) Tire dúvidas com o professor ou faça plantão

Já ouvimos falar que a decoreba não é a melhor alternativa para quem está estudando ou se preparando para as provas do Enem. É muito importante se lembrar disso, principalmente ao estudar Química, já que alguns cálculos podem exigir bastante.

O estudante precisa entender a matéria em vez de decorar a fórmula. De nada adianta ter a fórmula memorizada sem saber como ela deve ser aplicada.

Por isso, dúvidas não podem passar batidas e elas precisam ser tiradas com o professor. Se forem de mais conteúdos ou até mais complexas, frequente o plantão de dúvidas, que geralmente é disponibilizado por escolas ou preparatórios.

7) Saiba interpretar a tabela periódica

É importante conhecer os elementos químicos da tabela periódica e saber interpretá-los, pois isso permitirá que você determine as propriedades e os comportamentos dos elementos e das respectivas substâncias que os compõem.

Vale reforçar que não é necessário decorar a tabela, mas entender a sua funcionalidade, facilitando o estudo e consulta sempre que for necessário.

8) Use a química no cotidiano

Para ter um bom desempenho no que se refere ao estudo da Química para as provas do Enem, é interessante relacionar as questões dessa matéria com coisas do cotidiano. As reações químicas são exemplos de situações do nosso cotidiano a que podemos associar a Química.

Nos alimentos, podemos ver a atuação da Química na fertilização da terra para a sua produção, por exemplo. Outro caso são os pesticidas, que auxiliam no combate às pragas, impedindo a disseminação de doenças e destruição das plantações.

Listamos outras substâncias químicas que são comuns em nosso cotidiano e que muitas vezes não nos recordamos. São elas:

acetona (propanona);

sal de cozinha (cloreto de sódio);

água oxigenada (peróxido de hidrogênio);

álcool (etanol);

formol (metanal);

soda cáustica (hidróxido de sódio);

ácido acético (componente do vinagre).

Por Érica Caetano

Curtidas

0

Compartilhe:
Artigos Relacionados