Importância do Enem

Você está aqui

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é o maior exame educacional do Brasil. Criado em 1998 pelo Ministério da Educação (MEC), o Enem viu sua importância crescer depois de 2009, quando suas notas passaram a ser usadas para ingresso no ensino superior público.

Atualmente, mais de 5 milhões de estudantes fazem as provas do Enem todos os anos para tentar uma vaga no ensino superior, seja gratuita, seja com bolsa ou financiamento.

Veja também: Baixe as provas e gabaritos do Enem

A importância do Enem

O Enem é considerado a principal forma de ingresso ao ensino superior. A partir do ano de 2009, ele passou a ser utilizado como forma de entrada em instituições de ensino superior públicas e, com o passar dos anos, mais universidades públicas passaram a substituir seus vestibulares pelo exame. Atualmente, grande parte das faculdades particulares também oferece a opção de ingresso pelo Enem.

O Enem é a porta de entrada para a universidade.
O Enem é a porta de entrada para a universidade.

Fazendo o Enem, os estudantes podem participar de programas criados pelo governo federal para acesso ao ensino superior, tais como:

  • Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que oferta vagas em instituições públicas de ensino superior;

  • Programa Universidade para Todos (Prouni), que oferta bolsas de estudo parciais ou integrais em instituições particulares;

  • Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), que concede financiamento sem juros em faculdades particulares.

É possível também estudar em Portugal com o Enem, desde que sejam obedecidos os critérios de classificação.

Quem pode participar do Enem?

Os estudantes que estão no ensino médio, regular ou supletivo, ou que já tenham concluído os estudos podem participar do Enem. Não existe uma idade mínima ou máxima.

No caso dos estudantes do 1º e do 2º ano do ensino médio, eles participam do exame como treineiros. Isso quer dizer que eles não poderão usar as notas para ingressar no ensino superior.

Como se inscrever?

Abertas anualmente, as inscrições para o Enem costumam ser iniciadas ainda no primeiro semestre, no mês de maio. Os interessados em participar precisam se inscrever dentro do prazo determinado pelo MEC, no próprio site do Enem.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Os estudantes precisam de RG e CPF próprios para fazer sua inscrição no exame. A taxa custa R$ 85, mas há possibilidade de solicitar isenção.

Acesse também: Veja aqui como se inscrever para o Enem!

Sobre as provas

Anteriormente, o Enem era realizado em apenas um domingo e os inscritos precisavam responder 63 questões objetivas e elaborar uma redação. A partir da edição de 2009, o Enem foi ampliado, passando a acontecer num final de semana, sábado e domingo, com um total de 180 questões e mais uma redação.

Em 2017, o Enem passou a ser aplicado em dois domingos consecutivos, como acontece nos dias de hoje. A partir do Enem 2020 os participantes também puderam optar por fazer a prova digital. A intenção do MEC é tornar o Enem totalmente digital até 2026.

O conteúdo das provas do Enem se divide em quatro grandes áreas, sendo elas:

  • Linguagens;

  • Ciências Humanas;

  • Ciências da Natureza;

  • Matemática.

No primeiro domingo do exame, os participantes respondem a 45 questões de cada uma das seguintes áreas:

  • Linguagens, Códigos e suas Tecnologias: Língua Portuguesa, Literatura, Língua Estrangeira, Artes, Educação Física e Tecnologias da Informação e Comunicação;

  • Ciências Humanas e suas Tecnologias: História, Geografia, Filosofia e Sociologia.

A disciplina de língua estrangeira possui cinco questões de inglês ou espanhol. O participante deve fazer a opção entre uma delas no momento da inscrição.

No primeiro dia, os participantes também precisam fazer uma redação dissertativo-argumentativa. O texto deve ter entre 7 e 30 linhas e deve ser redigido com caneta preta, até mesmo no Enem Digital.

No segundo domingo, são aplicadas outras 45 questões para cada uma das áreas abaixo:

  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias: Química, Física e Biologia;

  • Matemática e suas Tecnologias.

O primeiro domingo de provas tem duração de cinco horas e meia, e o segundo, de cinco horas.

O Enem tem como diferencial o que é chamado de interdisciplinaridade nas questões, ou seja, uma pergunta pode cobrar conhecimentos de duas ou mais disciplinas. O intuito é avaliar o estudante pelo raciocínio, interpretação e domínio de todo o conteúdo do ensino médio.

Por Érica Caetano

Curtidas

0

Compartilhe:
Artigos Relacionados