Galvanoplastia

Você está aqui

Galvanoplastia é a técnica utilizada para recobrir uma peça metálica com outro metal a partir da realização de uma eletrólise.

Galvanoplastia é uma técnica industrial que utiliza a eletrólise em meio aquoso para cobrir uma determinada peça metálica com outro metal. O objetivo é obter uma ou mais das vantagens a seguir:

  • Adquirir resistência a corrosão;

  • Adquirir proteção contra a oxidação;

  • Apresentar maior durabilidade;

  • Aumentar a resistência da peça;

  • Ampliar a espessura da peça;

  • Aumentar a condutividade elétrica ou térmica;

  • Fazer com que a peça possa passar por um processo de soldagem com maior resistência;

  • Melhorar a estética da peça.

 

Tipos de galvanoplastia

 

O tipo de galvanoplastia sempre está associado ao metal que foi utilizado para recobrir uma determinada peça. Assim, veja os mais realizados tipos de galvanoplastia:

  • Cromagem: recobrimento de uma peça com o metal crômio (Cr);

  • Prateação: recobrimento de uma peça com o metal prata (Ag);

  • Douração: recobrimento de uma peça com o metal ouro (Au);

  • Niquelagem: recobrimento de uma peça com o metal níquel (Ni);

  • Zincagem: recobrimento de uma peça com o metal zinco (Zn);

  • Estanhagem: recobrimento de uma peça com o metal estanho (Sn);

  • Cadmeação: recobrimento de uma peça com o metal cádmio (Cd).

Talheres que foram submetidos ao método da douração
Talheres que foram submetidos ao método da douração

Como ocorre a galvanoplastia?

A galvanoplastia pode ser realizada por intermédio de duas técnicas básicas:

1a Técnica:

  • O objeto de metal a ser recoberto é posicionado no cátodo;

  • Um material inerte (grafita) é posicionado no ânodo;

  • Utiliza-se uma solução saturada formada por água e um sal que contenha o metal que recobrirá o outro objeto metálico.

    Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

OBS.: Nessa técnica, apenas os cátions do metal (provenientes do sal) sofrerão redução no outro objeto metálico.

2a Técnica:

  • O objeto de metal a ser recoberto é posicionado no cátodo;

  • Uma placa do metal que recobrirá o objeto metálico é posicionada no ânodo;

  • Utiliza-se uma solução com o metal que recobrirá o outro objeto metálico.

OBS.: Nessa técnica, o metal presente no ânodo sofre oxidação e aumenta a quantidade de cátions na solução, o que eleva a quantidade de material reduzido no objeto metálico.

Independentemente da técnica utilizada, o princípio da galvanoplastia é sempre o mesmo:

  • 1o: A perda de elétrons ocorre no ânodo.

OBS.: Se o eletrodo não for inerte, será perceptível o desgaste da placa metálica no ânodo.

  • 2o: O objeto metálico a ser recoberto é o cátodo, logo, os cátions presentes na solução serão direcionados até ele, pois haverá um excesso de elétrons;

  • 3o: Quando os cátions chegarem ao objeto metálico, sofrerão o fenômeno da redução, no qual receberão elétrons e tornar-se-ão metais sólidos, aderindo ao objeto metálico.

Desvantagens da galvanoplastia

A galvanoplastia pode ser extremamente danosa ao meio ambiente e à saúde de homens e animais. Isso ocorre porque a solução final do processo sempre apresenta uma quantidade de cátions que pertenciam aos metais utilizados.

Se a solução com os cátions dos metais não passar por um tratamento e for lançada como rejeito em rios, lagos ou oceanos, acumular-se-á nas espécies vivas, desencadeando diversos males, como alterações nos órgãos e perda ou diminuição da capacidade de locomoção.


Por Me. Diogo Lopes Dias

Chaves são exemplos de materiais que passam pelo processo de galvanoplastia
Chaves são exemplos de materiais que passam pelo processo de galvanoplastia
Por Diogo Lopes Dias

Curtidas

0

Compartilhe:
Artigos Relacionados