Reações de neutralização total

Você está aqui

As reações de neutralização total são aquelas em que todos os hidrogênios ionizáveis de um ácido reagem com os hidróxidos de uma base.
Diferentes sais podem ser obtidos por reações de neutralização total
Diferentes sais podem ser obtidos por reações de neutralização total

A reação de neutralização é um fenômeno químico que envolve a interação de uma substância ácida (ácido) com uma substância básica (base), tendo como resultado a formação de uma substância com característica salina (sal) e água (H2O).

OBS.: Existem óxidos e sais que apresentam características ácidas e básicas. Assim, quando utilizamos essas substâncias, a formação da água em uma neutralização não é sempre recorrente.

Neste texto vamos aprender como proceder com uma reação de neutralização total, que é aquela em que todos os hidrogênios ionizáveis de um ácido interagem com todos os hidróxidos de uma base, formando um sal simples (em geral) e moléculas de água, como na equação abaixo:

HX + YOH → YX + H2O

A equação acima é um exemplo de uma neutralização total porque podemos observar que todo hidrogênio ionizável (H+) do ácido interagiu com o hidróxido (OH-) da base, formando sal e água.

Vamos ver agora alguns exemplos de montagem de equações de reações de neutralização total:

Exemplo 1: Neutralização entre ácido bromídrico (HBr) e hidróxido de potássio (KOH)

HBr + KOH → ?

O ácido bromídrico apresenta apenas um hidrogênio ionizável (H+) e um ânion monovalente (Br-), enquanto o hidróxido de potássio apresenta um cátion monovalente (K+1) e um ânion hidróxido (OH-). Quando eles reagem, temos a formação de um mol de água e um mol do sal brometo de potássio - KBr (resultante da junção do cátion e do ânion monovalentes).

A equação que representa essa neutralização total terá um mol de cada um dos participantes em razão da proporção entre o H do ácido e o OH da base ser de um para um (1:1).

1 HBr + 1 KOH → 1 KBr + 1 H2O

Exemplo 2: Neutralização entre ácido tiossulfúrico (H2S2O3) e hidróxido de sódio (NaOH)

H2S2O3 + NaOH →?

O ácido tiossulfúrico apresenta dois hidrogênios ionizáveis (2 H+) e um ânion bivalente (S2O3-2), enquanto o hidróxido de sódio apresenta um cátion monovalente (Na+1) e um ânion hidróxido (OH-).

Quando eles reagem, temos a formação de dois mols de água e um sal tiossulfato de sódio - Na2S2O3 (resultante da junção e do cruzamento das cargas do cátion monovalente (+1) e do ânion bivalente (-2)). A carga do S2O3 transforma-se em quantidade de Na, e a carga do Na transforma-se em quantidade de S2O3 na fórmula do sal.

A equação que representa essa neutralização total terá um mol do ácido e dois mols da base para igualar a quantidade de H+ do ácido com a quantidade de OH- da base. Isso promove a formação de um mol do sal e dois mols de água.

1 H2S2O3 + 2 NaOH → 1 Na2S2O3 + 2 H2O

Exemplo 3: Neutralização entre ácido bórico (H3BO3) e hidróxido de crômio II [Cr(OH)2]

H3BO3 + Cr(OH)2 → ?

O ácido bórico apresenta três hidrogênios ionizáveis (3 H+) e um ânion trivalente (BO3-3), enquanto o hidróxido crômio II apresenta um cátion bivalente (Cr+2) e dois ânions hidróxido (2 OH-).

Quando eles reagem, temos a formação de seis mols de água e um sal borato de crômio II - Cr3(BO3)2 (resultante da junção e do cruzamento das cargas do cátion bivalente (+2) e do ânion trivalente (-3)). A carga do BO3 transforma-se em quantidade do Cr, e a carga do Cr transforma-se em quantidade de BO3 na fórmula do sal.

A equação que representa essa neutralização total terá dois mols do ácido e três mols da base para igualar a quantidade de H+ do ácido com a quantidade de OH- da base. Isso promove a formação de um mol do sal e seis mols de água.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

2 H3BO3 + 3 Cr(OH)2 → Cr3(BO3)2 + 6 H2O

Exemplo 4: Neutralização entre ácido pirofosfórico (H3BO3) e hidróxido de prata (AgOH)

H4P2O7 + AgOH →

O ácido pirofosfórico apresenta quatro hidrogênios ionizáveis (4 H+) e um ânion tetravalente (P2O7-4), enquanto o hidróxido de prata apresenta um cátion monovalente (Ag+1) e um ânion hidróxido (OH-).

Quando eles reagem, temos a formação de quatro mols de água ao lado de um sal pirofosfato de prata - Ag4P2O7 (resultante da junção e do cruzamento das cargas do cátion monovalente (+1) e do ânion tetravalente (-4)). A carga do P2O7 transforma-se em quantidade do Ag, e a carga do Ag transforma-se em quantidade de P2O7 na fórmula do sal.

A equação que representa essa neutralização total terá um mol do ácido e quatro mols da base para igualar a quantidade de H+ do ácido com a quantidade de OH- da base. Isso promove a formação de um mol do sal e quatro mols de água.

1 H4P2O7 + 4 AgOH → Ag4P2O7 + 4 H2O

Exemplo 5: Neutralização entre ácido perclórico (HClO4) e hidróxido de antimônio V [Sb(OH)5]

HClO4 + Sb(OH)5

O ácido perclórico apresenta um hidrogênio ionizável (1 H+) e um ânion monovalente (ClO4-1), enquanto o hidróxido de antimônio V apresenta um cátion pentavalente (Sb+5) e cinco ânions hidróxido (5 OH-).

Quando eles reagem, temos a formação de cinco mols de água ao lado de um sal perclorato de antimônio V - Sb(ClO4)5 (resultante da junção e do cruzamento das cargas do cátion pentavalente (+5) e do ânion monovalente (-1)). A carga do ClO4 transforma-se em quantidade do Sb, e a carga do Sb transforma-se em quantidade de ClO4 na fórmula do sal.

A equação que representa essa neutralização total terá cinco mols do ácido e um mol da base para igualar a quantidade de H+ do ácido com a quantidade de OH- da base. Isso promove a formação de um mol do sal e cinco mols de água.

5 HClO4 + 1 Sb(OH)5 → 1 Sb(ClO4)5 + 5 H2O

Exemplo 6: Neutralização entre ácido fosforoso (H3PO3) e hidróxido de zinco [Zn(OH)2]

H3PO3 + Zn(OH)2 → ?

O ácido fosforoso apresenta dois hidrogênios ionizáveis (2 H+) e um ânion bivalente (HPO32), enquanto o hidróxido de zinco apresenta um cátion bivalente (Zn+2) e dois ânions hidróxido (2 OH-).

Quando eles reagem, temos a formação de dois mols de água e um sal fosfito de zinco - ZnHPO3 (resultante da junção e do cruzamento das cargas do cátion bivalente (+2) e do ânion bivalente (-2)). A carga do HPO3 transforma-se em quantidade do Zn, e a carga do Zn transforma-se em quantidade de HPO3 na fórmula do sal.

A equação que representa essa neutralização total terá um mol do ácido e um mol da base para igualar a quantidade de H+ do ácido com a quantidade de OH- da base. Isso promove a formação de um mol do sal e dois mols de água.

1 H3PO3 + 1 Zn(OH)2 → 1 ZnHPO3 + 2 H2O

OBS.: Nesse exemplo tivemos a formação de um sal hidrogenado, e não de um sal simples.


Por Me. Diogo Lopes Dias





Aproveite para conferir nossa videoaula sobre o assunto:

Por Diogo Lopes Dias

Curtidas

0

Compartilhe:
Artigos Relacionados